Blog Jovens Empreendedores: como ir da ideação de um projeto à aceleração

Esse é um canal de troca de conhecimento alimentado pelos membros do Núcleo do Jovem Empreendedor da ACIVA. Todo mês, traremos algum assunto específico que tenha alguma relação com o empreendedorismo, inovação ou a área em que o nucleado atua, bandeiras do Núcleo Jovem em sua atual gestão. Hoje falaremos sobre:

Como ir da ideação de um projeto à aceleração

Vamos por partes. Inicialmente você já deve ter tido alguma ideia ou plano para algum projeto mirabolante. Pode ser a criação de um produto ou negócio que "com certeza" cairia no gosto popular e traria muitos ganhos. Um plano perfeito, é claro, enquanto ele está em nossas mentes. Mas o que muita gente acaba fazendo é se apaixonando por esse plano, sonhando dia e noite com ele, e cada vez mais tornando ele complexo na memória. E se esquecendo do primordial, que é, EXECUÇÃO!

Processos assim são muito comuns. Não se preocupe. Vou tentar escrever aqui algumas dicas, as quais também recebi e busquei em outras fontes, que poderão ser úteis para que você dê o primeiro passo.

Absorva conhecimento

A mente humana é muito criativa. Somos a todo momento bombardeados com informações e nosso cérebro faz o papel de registrar mesmo as coisas que não queremos. Podem ser filmes que assistimos, livros e revistas as quais lemos ou a pura e simples observação do cotidiano.

Por exemplo, vamos supor que você vai até a praia em um final de semana e observa um problema com o carrinho de sucos e batidas. Observa as dificuldades do vendedor, observa a experiência de quem compra, e assim, seu cérebro começa a se conectar com memórias antigas e busca uma solução. Para o problema, supomos que uma das soluções seria um carrinho motorizado, "não é mesmo?", assim o vendedor não se cansaria empurrando ele o dia todo na praia. E também uma mini geladeira para conservar alguns drinks mais geladinhos, evitando a necessidade de o vendedor ter que interromper as vendas e correr para comprar mais gelo. Além disso, é claro, não podemos esquecer de um aplicativo, para chamar o vendedor até seu guarda-sol, no momento oportuno.

Depois de longos momentos de imaginação, seu cérebro esquece de contabilizar fatores como custos e licenças de um equipamento motorizado na orla. Viabilidade de uma geladeirinha embarcada consumindo energia, e claro, do desenvolvimento de um app "apenas" para chamar o vendedor para o seu suco/batida de frutas.

Não estou afirmando que esse processo criativo é errado, apenas que devemos nos munir de conhecimento tanto teórico quanto prático para poder embasar nossas ideias. Por isso o primeiro passo é elencado como "Absorver Conhecimento", no sentido de, buscar informações de base confiável, através de estudos, cursos, pesquisas, para dar mais confiança no desenvolvimento do seu plano.

Aumente sua rede de contatos

Um passo seguinte, contudo, muitas vezes paralelo à busca de conhecimento é a criação de uma base de contatos que serão muito úteis para a sua trajetória empreendedora. Surgirão pessoas que serão fundamentais para você obter respostas técnicas, para te ajudar a encontrar parceiros, para compartilhar informações e insights tão valiosos que você não saberia precificar de antemão.

É um caminho de duas vias. Você não construirá uma rede, nem deve, pensando só em obter vantagem e não dar nada em troca. Da mesma maneira que você chegou e alguém estendeu a mão, e foi útil, lembre-se que você também será útil para alguém.

Seja proativo, quem não é visto não é lembrado. Com certeza quanto mais qualificada e ampla a sua rede for, mais portas se abrirão e seguro você estará quando tiver que buscar por conhecimento.

Monte um time

Lembre que esse texto tem o intuito de te ajudar a tirar a ideia do papel. Já falamos de alguns assuntos que você deveria aplicar, porém chegamos ao ponto de que nem tudo poderá ser feito por uma só pessoa. Por isso, busque dentro da sua rede, construir grupos menores e deles poderá sair parceiros de longa data.

Um time deve ser complementar. Juntar pessoas que pensam diferente, porém, que não sejam contrárias, deve ser o caminho. Pensamentos e conhecimentos plurais e que se somem são melhores do que aquela pessoa que só vai contra às sugestões dadas.

Erre

Isso mesmo, você não leu enganado. Errar faz parte do processo. Tanto na busca de conhecimento, na criação das primeiras ideias e na construção time. Errar é parte da solidificação do projeto. Mas tenha em mente que:
errar é aceitável, não aprender com os erros, não

Pessoas idealistas costumam trabalhar mais a ideia em sua cabeça, onde em sua mente, o ambiente de controle é conhecido e os erros não ocorrem. Isso costuma ser um erro. Porque aí já perderam uma grande quantidade de tempo "avançando etapas", que quando colocado em prática irão se decepcionar pelos grandes erros.

O segredo está em começar com ideias pequenas e dia-a-dia ir progredindo. É igual ir à academia. Você precisa ter um plano, executar aos poucos e vencer os contratempos.

Não se esqueça que você também pode aprender com os erros dos outros. Por isso a parte de absorver conhecimento. É fundamental estudar como outros empreendedores chegaram lá.

Persista

Só depende de você. Para alcançar algo novo, você precisa sair da sua zona de conforto. De início não será prazeroso. Lendo os relatos de grandes nomes no Brasil e em outros países, você verá que o padrão dos empreendedores está sempre vinculado à resiliência. Seguindo esses passos e adequando-os para a sua realidade, você estará mais perto de tirar sua ideia do papel.

Busque capacitação

Você já deve ter ouvido isso muitas vezes. Porém acredito que não custa relembrar. Com a facilidade de acesso à conteúdos através da internet e também com a possibilidade de se estudar online, estudar e se capacitar não deve ser uma dificuldade. Só depende de você ir atrás e se empenhar.

No meu caso, após cerca de dois anos de fundação da Atletis, uma plataforma de eventos esportivos que venho trabalhando para ajudar organizadores de eventos a saírem da informalidade e profissionalizar seus eventos. Busquei inscrever o projeto em um programa de Aceleração. No nosso caso, participamos do Inovativa Brasil.

O programa de aceleração é construído em volta de um modelo para alavancar empresas que estão em busca de crescimento. É uma ótima oportunidade para expandir a sua rede de contatos e obter mentoria. Para participar de um programa de aceleração, inscrição e duração, pode variar de acordo com a entidade que está promovendo. Na maioria dos casos, você precisa ter um MVP (Minimum Viable Product) em execução e uma equipe trabalhando no projeto.

Além disso, muitos programas oferecem workshops, treinamentos e eventos que impulsionam suas chances de prosperar.

Quando chegar nessa etapa, e quiser saber mais sobre programas de como se inscrever em projetos como este, eu sugiro dar uma conferida no portal da Slinghub.

Propósito

Como já diziam, por último, porém, não menos importante. Quem sabe o combustível que você precisará para seguir firme. Focar seus esforços, desde o desenvolvimento inicial até o processo se tornar maduro, ao redor de um objetivo que dê forças para continuar. Quando você tem uma ideia, que pode ser dividida em duas áreas: ela pode ser uma idéia que dará prazer para um grupo de pessoas, isso as fará se interessar pelo seu produto/solução; ou sua ideia irá solucionar o problema de um grupo de pessoas, assim elas necessitam do seu produto/solução.

Buscar um propósito que conecte você com a criação de algo que agrade um grupo de pessoas ou que solucione problema os problemas delas, fará mais sentido.

Para vivenciar essas e outras trocas de informação, de diferentes áreas, com maior frequência e intensidade e num ambiente descontraído, venha fazer parte do Núcleo do Jovem Empreendedor da ACIVA. WhatsApp (48) 99624-6656

 

Gustavo Antonio Leme

Fundador Atletis

Membro Núcleo Jovem Empreendedor - ACIVA

 

 Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Esse é um canal de troca de conhecimento alimentado pelos membros do Núcleo do Jovem Empreendedor da ACIVA. Todo mês, traremos algum assunto específico que tenha alguma relação com o empreendedorismo, inovação ou a área em que o nucleado atua, bandeiras do Núcleo Jovem em sua atual gestão. Hoje falaremos sobre:

Como ir da ideação de um projeto à aceleração

Vamos por partes. Inicialmente você já deve ter tido alguma ideia ou plano para algum projeto mirabolante. Pode ser a criação de um produto ou negócio que “com certeza” cairia no gosto popular e traria muitos ganhos. Um plano perfeito, é claro, enquanto ele está em nossas mentes. Mas o que muita gente acaba fazendo é se apaixonando por esse plano, sonhando dia e noite com ele, e cada vez mais tornando ele complexo na memória. E se esquecendo do primordial, que é, EXECUÇÃO!

Processos assim são muito comuns. Não se preocupe. Vou tentar escrever aqui algumas dicas, as quais também recebi e busquei em outras fontes, que poderão ser úteis para que você dê o primeiro passo.

Absorva conhecimento

A mente humana é muito criativa. Somos a todo momento bombardeados com informações e nosso cérebro faz o papel de registrar mesmo as coisas que não queremos. Podem ser filmes que assistimos, livros e revistas as quais lemos ou a pura e simples observação do cotidiano.

Por exemplo, vamos supor que você vai até a praia em um final de semana e observa um problema com o carrinho de sucos e batidas. Observa as dificuldades do vendedor, observa a experiência de quem compra, e assim, seu cérebro começa a se conectar com memórias antigas e busca uma solução. Para o problema, supomos que uma das soluções seria um carrinho motorizado, “não é mesmo?”, assim o vendedor não se cansaria empurrando ele o dia todo na praia. E também uma mini geladeira para conservar alguns drinks mais geladinhos, evitando a necessidade de o vendedor ter que interromper as vendas e correr para comprar mais gelo. Além disso, é claro, não podemos esquecer de um aplicativo, para chamar o vendedor até seu guarda-sol, no momento oportuno.

Depois de longos momentos de imaginação, seu cérebro esquece de contabilizar fatores como custos e licenças de um equipamento motorizado na orla. Viabilidade de uma geladeirinha embarcada consumindo energia, e claro, do desenvolvimento de um app “apenas” para chamar o vendedor para o seu suco/batida de frutas.

Não estou afirmando que esse processo criativo é errado, apenas que devemos nos munir de conhecimento tanto teórico quanto prático para poder embasar nossas ideias. Por isso o primeiro passo é elencado como “Absorver Conhecimento”, no sentido de, buscar informações de base confiável, através de estudos, cursos, pesquisas, para dar mais confiança no desenvolvimento do seu plano.

Aumente sua rede de contatos

Um passo seguinte, contudo, muitas vezes paralelo à busca de conhecimento é a criação de uma base de contatos que serão muito úteis para a sua trajetória empreendedora. Surgirão pessoas que serão fundamentais para você obter respostas técnicas, para te ajudar a encontrar parceiros, para compartilhar informações e insights tão valiosos que você não saberia precificar de antemão.

É um caminho de duas vias. Você não construirá uma rede, nem deve, pensando só em obter vantagem e não dar nada em troca. Da mesma maneira que você chegou e alguém estendeu a mão, e foi útil, lembre-se que você também será útil para alguém.

Seja proativo, quem não é visto não é lembrado. Com certeza quanto mais qualificada e ampla a sua rede for, mais portas se abrirão e seguro você estará quando tiver que buscar por conhecimento.

Monte um time

Lembre que esse texto tem o intuito de te ajudar a tirar a ideia do papel. Já falamos de alguns assuntos que você deveria aplicar, porém chegamos ao ponto de que nem tudo poderá ser feito por uma só pessoa. Por isso, busque dentro da sua rede, construir grupos menores e deles poderá sair parceiros de longa data.

Um time deve ser complementar. Juntar pessoas que pensam diferente, porém, que não sejam contrárias, deve ser o caminho. Pensamentos e conhecimentos plurais e que se somem são melhores do que aquela pessoa que só vai contra às sugestões dadas.

Erre

Isso mesmo, você não leu enganado. Errar faz parte do processo. Tanto na busca de conhecimento, na criação das primeiras ideias e na construção time. Errar é parte da solidificação do projeto. Mas tenha em mente que:

errar é aceitável, não aprender com os erros, não

Pessoas idealistas costumam trabalhar mais a ideia em sua cabeça, onde em sua mente, o ambiente de controle é conhecido e os erros não ocorrem. Isso costuma ser um erro. Porque aí já perderam uma grande quantidade de tempo “avançando etapas”, que quando colocado em prática irão se decepcionar pelos grandes erros.

O segredo está em começar com ideias pequenas e dia-a-dia ir progredindo. É igual ir à academia. Você precisa ter um plano, executar aos poucos e vencer os contratempos.

Não se esqueça que você também pode aprender com os erros dos outros. Por isso a parte de absorver conhecimento. É fundamental estudar como outros empreendedores chegaram lá.

Persista

Só depende de você. Para alcançar algo novo, você precisa sair da sua zona de conforto. De início não será prazeroso. Lendo os relatos de grandes nomes no Brasil e em outros países, você verá que o padrão dos empreendedores está sempre vinculado à resiliência. Seguindo esses passos e adequando-os para a sua realidade, você estará mais perto de tirar sua ideia do papel.

Busque capacitação

Você já deve ter ouvido isso muitas vezes. Porém acredito que não custa relembrar. Com a facilidade de acesso à conteúdos através da internet e também com a possibilidade de se estudar online, estudar e se capacitar não deve ser uma dificuldade. Só depende de você ir atrás e se empenhar.

No meu caso, após cerca de dois anos de fundação da Atletis, uma plataforma de eventos esportivos que venho trabalhando para ajudar organizadores de eventos a saírem da informalidade e profissionalizar seus eventos. Busquei inscrever o projeto em um programa de Aceleração. No nosso caso, participamos do Inovativa Brasil.

O programa de aceleração é construído em volta de um modelo para alavancar empresas que estão em busca de crescimento. É uma ótima oportunidade para expandir a sua rede de contatos e obter mentoria. Para participar de um programa de aceleração, inscrição e duração, pode variar de acordo com a entidade que está promovendo. Na maioria dos casos, você precisa ter um MVP (Minimum Viable Product) em execução e uma equipe trabalhando no projeto.

Além disso, muitos programas oferecem workshops, treinamentos e eventos que impulsionam suas chances de prosperar.

Quando chegar nessa etapa, e quiser saber mais sobre programas de como se inscrever em projetos como este, eu sugiro dar uma conferida no portal da Slinghub.

Propósito

Como já diziam, por último, porém, não menos importante. Quem sabe o combustível que você precisará para seguir firme. Focar seus esforços, desde o desenvolvimento inicial até o processo se tornar maduro, ao redor de um objetivo que dê forças para continuar. Quando você tem uma ideia, que pode ser dividida em duas áreas: ela pode ser uma idéia que dará prazer para um grupo de pessoas, isso as fará se interessar pelo seu produto/solução; ou sua ideia irá solucionar o problema de um grupo de pessoas, assim elas necessitam do seu produto/solução.

Buscar um propósito que conecte você com a criação de algo que agrade um grupo de pessoas ou que solucione problema os problemas delas, fará mais sentido.

Para vivenciar essas e outras trocas de informação, de diferentes áreas, com maior frequência e intensidade e num ambiente descontraído, venha fazer parte do Núcleo do Jovem Empreendedor da ACIVA. WhatsApp (48) 99624-6656

 

Gustavo Antonio Leme

Fundador Atletis

Membro Núcleo Jovem Empreendedor – ACIVA

 

 Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar ao blog