Ato em apoio ao Governador Moisés reúne diversidade de políticos em Araranguá

O helicóptero do Governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, posou em Araranguá na metade da tarde de segunda, 11. A aeronave chegou no Grêmio Fronteira e de lá recepcionado pelo prefeito do município, César Cesa, o governador visitou empresas locais como a Prodapys, passou pela prefeitura e conheceu a obra do Calçadão da Getúlio Vargas.

A proximidade com o prefeito emedebista e lideranças do partido também repercutiu à noite quando um evento foi promovido no Caverá Park, reunindo centenas de pessoas. Por lá estavam secretários do governo do Estado, prefeitos do Vale do MDB, pré-candidatos ao legislativo nas eleições deste ano pelo extremo Sul e apoiadores.



Em sua fala, o anfitrião Césa Cesar, fez questão de enaltecer os recursos estaduais que chegaram à Araranguá pelas mãos de Carlos Moisés. “Nunca um governador destinou mais recursos para nosso município que ele. Por isso, merece nosso apoio”, falou.

Destaque no evento também ganhou o prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini, que milita na mesma sigla do governador, o Republicanos. A comitiva do Arroio presente no evento chegou animada, uniformizada e com bandeiras que lembram o número 10 do partido. “Temos muitos motivos para agradecer o governador que apostou no Vale e ajudou todos os municípios sem distinção”, disse Scaini.

Obras importantes passam a ser executadas na região com recursos estaduais como a 4ª ponte sobre o Rio Araranguá ligando o Distrito de Hercílio Luz ao Morro dos Conventos na casa dos R$15 milhões,  e o próprio Calçadão que passa por uma revitalização. Arroio do Silva garantiu obras como o acesso Sul com recursos vindos do Estado, além de reformas de ginásio e escolas. Mesma forma, Balneário Gaivota, Jacinto Machado e a pavimentação da rodovia que liga à Praia Grande.

Inclusive, o prefeito Progressista de Praia Grande, Elisandro Machado, o Fanica, foi uma liderança presente no evento, assim como o prefeito do Tubarão, Joares Ponticelli, que também manifestou interesse em coordenar a campanha de Moisés a recondução à Casa da Agronômica.

Já o deputado, José Milton Scheffer, que acompanhou o governador em algumas visitas ao longo da tarde, foi discreto à noite e não participou do evento no Caverá. Os indicativos mostram que as indefinições políticas quanto às coligações e a proximidade do governador ao MDB tem mantido discreto o discurso de algumas lideranças do PP, como é o caso do deputado. “Não escondo que gostaria de ver o Progressista junto do governador, mas essa decisão não depende de mim, o partido na convenção vai definir com quem estará nas eleições. Acho difícil ver PP e MDB juntos no mesmo palanque. Caso estivermos em lados opostos tirarei meu nome da liderança do governo na Alesc por uma questão de respeitar a decisão em convenção”, afirmou Zé Milton em entrevista à W3 News na semana passada.

Em sua fala para o público presente ontem, o governador foi breve. Com uma postura mais despojada, vestindo roupas mais joviais que indicam o tom que sua campanha terá neste ano ouviu gritinhos das mulheres na platéia, e fez a famosa selfie voltada para o público para suas redes sociais. Lembrou da agilidade de suas decisões e criticou indiretamente a burocracia em Brasília. “Eu não sou traidor do meu povo, sou coerente com aquilo que eu digo. Mais Brasil, menos Brasília”, repetiu a frase em seu discurso.

O helicóptero do Governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, posou em Araranguá na metade da tarde de segunda, 11. A aeronave chegou no Grêmio Fronteira e de lá recepcionado pelo prefeito do município, César Cesa, o governador visitou empresas locais como a Prodapys, passou pela prefeitura e conheceu a obra do Calçadão da Getúlio Vargas.

A proximidade com o prefeito emedebista e lideranças do partido também repercutiu à noite quando um evento foi promovido no Caverá Park, reunindo centenas de pessoas. Por lá estavam secretários do governo do Estado, prefeitos do Vale do MDB, pré-candidatos ao legislativo nas eleições deste ano pelo extremo Sul e apoiadores.

Em sua fala, o anfitrião Césa Cesar, fez questão de enaltecer os recursos estaduais que chegaram à Araranguá pelas mãos de Carlos Moisés. “Nunca um governador destinou mais recursos para nosso município que ele. Por isso, merece nosso apoio”, falou.

Destaque no evento também ganhou o prefeito de Balneário Arroio do Silva, Evandro Scaini, que milita na mesma sigla do governador, o Republicanos. A comitiva do Arroio presente no evento chegou animada, uniformizada e com bandeiras que lembram o número 10 do partido. “Temos muitos motivos para agradecer o governador que apostou no Vale e ajudou todos os municípios sem distinção”, disse Scaini.

Obras importantes passam a ser executadas na região com recursos estaduais como a 4ª ponte sobre o Rio Araranguá ligando o Distrito de Hercílio Luz ao Morro dos Conventos na casa dos R$15 milhões,  e o próprio Calçadão que passa por uma revitalização. Arroio do Silva garantiu obras como o acesso Sul com recursos vindos do Estado, além de reformas de ginásio e escolas. Mesma forma, Balneário Gaivota, Jacinto Machado e a pavimentação da rodovia que liga à Praia Grande.

Inclusive, o prefeito Progressista de Praia Grande, Elisandro Machado, o Fanica, foi uma liderança presente no evento, assim como o prefeito do Tubarão, Joares Ponticelli, que também manifestou interesse em coordenar a campanha de Moisés a recondução à Casa da Agronômica.

Já o deputado, José Milton Scheffer, que acompanhou o governador em algumas visitas ao longo da tarde, foi discreto à noite e não participou do evento no Caverá. Os indicativos mostram que as indefinições políticas quanto às coligações e a proximidade do governador ao MDB tem mantido discreto o discurso de algumas lideranças do PP, como é o caso do deputado. “Não escondo que gostaria de ver o Progressista junto do governador, mas essa decisão não depende de mim, o partido na convenção vai definir com quem estará nas eleições. Acho difícil ver PP e MDB juntos no mesmo palanque. Caso estivermos em lados opostos tirarei meu nome da liderança do governo na Alesc por uma questão de respeitar a decisão em convenção”, afirmou Zé Milton em entrevista à W3 News na semana passada.

Em sua fala para o público presente ontem, o governador foi breve. Com uma postura mais despojada, vestindo roupas mais joviais que indicam o tom que sua campanha terá neste ano ouviu gritinhos das mulheres na platéia, e fez a famosa selfie voltada para o público para suas redes sociais. Lembrou da agilidade de suas decisões e criticou indiretamente a burocracia em Brasília. “Eu não sou traidor do meu povo, sou coerente com aquilo que eu digo. Mais Brasil, menos Brasília”, repetiu a frase em seu discurso.

Compartilhe

Voltar às notícias