As manifestações contra Bolsonaro no dia da independência

Manifestações de esquerda contam com foto chamativa

Foto: Instagram

Assim como eleitores de direita, a população de esquerda também organizou seus próprios protestos para o dia da independência. Pautados com assuntos como a crise econômica e da saúde, os manifestantes organizam-se por todo o país para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

As manifestações foram convocadas por diversos partidos de esquerda, e mais de 80 municípios tiveram manifestações marcadas pelo país. A foto de um morador de rua em meio a uma passeata pró-Bolsonaro, virou símbolo usada pela oposição para expor a direita, tirada pela Repórter Política Sarah Teófilo que a publicou em seu Instagram com a legenda "Brasília, 7 de setembro de 2021".

Em diversas cidades, as manifestações tomaram a forma do "Grito dos Excluídos e Excluídas", tradicional desse dia já a mais de 20 anos. Já no sul de Santa Catarina, o movimento encontra empecilhos, o Grito dos Excluídos de Criciúma teve de ser cancelado devido ao tempo ruim, enquanto em Araranguá não foram marcadas manifestações para evitar conflitos diretos com o movimento de direita, porém, um abaixo assinado contra o movimento foi feito pelo grupo "#ForaBolsonaroAru".

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Assim como eleitores de direita, a população de esquerda também organizou seus próprios protestos para o dia da independência. Pautados com assuntos como a crise econômica e da saúde, os manifestantes organizam-se por todo o país para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

As manifestações foram convocadas por diversos partidos de esquerda, e mais de 80 municípios tiveram manifestações marcadas pelo país. A foto de um morador de rua em meio a uma passeata pró-Bolsonaro, virou símbolo usada pela oposição para expor a direita, tirada pela Repórter Política Sarah Teófilo que a publicou em seu Instagram com a legenda “Brasília, 7 de setembro de 2021”.

Em diversas cidades, as manifestações tomaram a forma do “Grito dos Excluídos e Excluídas”, tradicional desse dia já a mais de 20 anos. Já no sul de Santa Catarina, o movimento encontra empecilhos, o Grito dos Excluídos de Criciúma teve de ser cancelado devido ao tempo ruim, enquanto em Araranguá não foram marcadas manifestações para evitar conflitos diretos com o movimento de direita, porém, um abaixo assinado contra o movimento foi feito pelo grupo “#ForaBolsonaroAru”.

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Clique aqui

Compartilhe

Voltar às notícias