Aprovado por unanimidade o auxílio emergencial para microempreendedores

Foi aprovado por unanimidade a Medida Provisória (MP) 236/2021, que autoriza o Executivo a conceder auxílio emergencial aos microempreendedores catarinenses, com juros subsidiados pelo Governo, para enfrentamento dos prejuízos causados pela pandemia.

O auxílio contará com um montante de R$ 1,5 bilhão, tendo como operadores dos financiamentos o Badesc e BRDE. Os empreendedores poderão aderir aos financiamentos com uma carência de doze meses para pagamento, com juro zero e 36 meses para a quitação. Para os microempreendedores individuais - MEI o crédito será de até R$ 10 mil, enquanto os micros e pequenos empreendedores até R$ 100 mil.

“Com este projeto o Governo do Estado dá o suporte aos empresários catarinenses, fomenta a economia e garante a manutenção dos empregos”, defendeu o líder do Governo, deputado Zé Milton ao argumentar que os empresários não poderão demitir funcionários em seus estabelecimentos durante o período de carência.

O projeto agora segue para a sanção do Governador Carlos Moisés.

 

Fonte: Assessoria Gabinete Deputado Zé Milton 

Foi aprovado por unanimidade a Medida Provisória (MP) 236/2021, que autoriza o Executivo a conceder auxílio emergencial aos microempreendedores catarinenses, com juros subsidiados pelo Governo, para enfrentamento dos prejuízos causados pela pandemia.

O auxílio contará com um montante de R$ 1,5 bilhão, tendo como operadores dos financiamentos o Badesc e BRDE. Os empreendedores poderão aderir aos financiamentos com uma carência de doze meses para pagamento, com juro zero e 36 meses para a quitação. Para os microempreendedores individuais – MEI o crédito será de até R$ 10 mil, enquanto os micros e pequenos empreendedores até R$ 100 mil.

“Com este projeto o Governo do Estado dá o suporte aos empresários catarinenses, fomenta a economia e garante a manutenção dos empregos”, defendeu o líder do Governo, deputado Zé Milton ao argumentar que os empresários não poderão demitir funcionários em seus estabelecimentos durante o período de carência.

O projeto agora segue para a sanção do Governador Carlos Moisés.

 

Fonte: Assessoria Gabinete Deputado Zé Milton 

Compartilhe

Voltar às notícias