Advogado araranguaense lança livro e ganha reconhecimento nacional

Sucesso de 15 dias de lançamento do “JURO QUE É SIMPLES!”, do advogado, Alceu Pacheco, também é cotado para ganhar app de cálculo com suas teses

Um dos maiores inimigos do cidadão que trabalha arduamente para pagar suas contas é o temido juro. E este tema é oportuno, principalmente pelo momento econômico que vivemos. Unindo então os anos de experiência profissional como gestor de diversas empresas na área administrativa e financeira, como professor universitário, além de perito judicial e assistente técnico em matéria financeira, que o advogado araranguaense, Alceu Pacheco, despertou o desejo de colaborar com outros profissionais desvendando de maneira mais simples esse universo dos juros.

Foi assim que surgiu a ideia de escrever o livro “Juro que é Simples!”, recentemente lançado, e que tem como objetivo, segundo o próprio autor, explicar perguntas importantes “Como montar um plano de financiamento? O resultado da HP ou do Excel está certo? Quais as efetivas diferenças entre juros simples e juros compostos? Qual o valor correto da prestação? Em que prazo pagarei? Em cada período, qual o valor da cota de juros e de amortização, do saldo devedor?”. Apesar de técnico, o livro tem linguagem simples e promete dar a devida resposta a todas estas indagações.

Com formação em Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis, e Direito, Alceu Pacheco, soma 40 anos de profissão na área e a obra está repercutindo positivamente, inclusive, no âmbito nacional, quando outros autores importantes e professores renomados das maiores universidades do país tem citado o  “Juro que é Simples!” em suas redes sociais. Em 15 dias de lançamento, já houve mais de mil acessos à página do livro https://clubedeautores.com.br/livro/juro-que-e-simples.

Reconhecimento que também promoveu o convite para participar de diversos debates em lives nas últimas semanas, e ainda o projeto para desenvolver um aplicativo para cálculo de todos os sistemas de quitação de empréstimos abordados no livro, em até 420 meses ou 35 anos. “Dá trabalho, exige dedicação, enfim, não é tão fácil, mas “JURO QUE É SIMPLES!””, conclui o autor que respondeu algumas perguntas da nossa reportagem. Confira:

1)      Portal W3: Como surgiu a ideia do Livro?

              Alceu: Estudo e pratico Matemática Financeira desde 1974, como gestor e consultor de empresas, professor universitário, assistente técnico e perito judicial. Recentemente, houve determinação do Conselho Federal de Contabilidade para educação continuada dos peritos, a fim de atualizar conhecimentos. Vislumbrei a possibilidade de escrever um artigo de poucas páginas, em razão das inúmeras carências que detectei, relativamente à matéria específica, nos cursos frequentados. O artigo ficou insuficiente para dizer tudo o que era necessário, face à amplitude do tema. Nasceu o “Juro que é Simples!”, com 208 páginas A5.

2)      Portal W3: A que público se destina? Qualquer pessoa vai compreender?

              Alceu: O público alvo é aquele afeito às finanças, mas a linguagem é acessível a todos os que tiverem interesse e detêm conhecimentos básicos de aritmética e matemática. Com um mínimo de atenção e disciplina, o conteúdo é acessível ao leigo. Pretende-se que seja útil a todos os tipos de leitores: leigos, estudantes, professores, analistas, peritos, assistentes técnicos, contadores, economistas, administradores, empresários, operadores jurídicos (incluindo advogados, juízes, assessores, serventuários da justiça). Difícil quem não tenha, em sua pauta pessoal ou profissional, um financiamento ou empréstimo, pessoal, de veículo, habitacional, capital de giro nas empresas.

3)      Portal W3: Ele ensina o leigo a se livrar de juros, alguns deles considerados abusivos?

              Alceu: Não tratei de questões fáticas ou jurídicas, mas ofereço conceitos e ferramentas adequadas à análise dos contratos de financiamento tão comuns na vida cotidiana, de pessoas físicas e empresas.

4)      Portal W3: O que seria o “Método Pacheco Gonzales” que você apresenta na obra?

     Alceu: É um método de amortização ou quitação de financiamentos, em que, principalmente a partir de decisões judiciais, a capitalização composta de juros foi determinada para a incidência anual.

5)      Portal W3: Onde encontrar o livro?

      Alceu: O livro foi publicado pela editora Clube de Autores, que pode acessado pelo link https://clubedeautores.com.br/livro/juro-que-e-simples. A live de lançamento do livro pode ser acessada, até sábado 23/5, pelo link https://www.youtube.com/watch?v=5hUI6m7Nycw&app=desktop

    4) Portal W3: Qual a mensagem principal da obra?

            Alceu: O livro oferece importantes ferramentas de análise financeira. Aborda forma mais didática de explicar o que alguns livros já abordaram anteriormente, para melhor entendimento dos cálculos e aceitação ou questionamento dos procedimentos e dos resultados

Além disso, quatro importantes conteúdos inéditos:

  1. Sistema de amortização por capitalização anual composta de juros (prestações mensais fixas): Método Pacheco Gonzalez.

  2. Conversão de capitalização diária composta de juros para o modo simples

  3. Comparativo dos diversos sistemas de amortização utilizados no mercado, com a desconstrução de algumas “verdades prontas” de que alguns sistemas são acessíveis, quando, na verdade, escondem alta incidência de juros

  4. Cálculo das cotas de juros e de amortização em cada prestação, assim como os saldos devedores intermediários, pela sistemática da equivalência de fluxos de caixa (no MQJC – Método de Quitação a Juros Compostos nada muda; mas no MQJS - Método de Quitação a Juros Simples é procedimento que muda substancialmente a abordagem do tema; e será importante elemento de convicção para vencer resistências quanto à aceitação deste sistema de amortização).


Toda a análise é feita mediante uso facilitado de conceitos básicos de matemática: as quatro operações aritméticas, potenciação e radiciação, progressões aritméticas e geométricas.

Um dos maiores inimigos do cidadão que trabalha arduamente para pagar suas contas é o temido juro. E este tema é oportuno, principalmente pelo momento econômico que vivemos. Unindo então os anos de experiência profissional como gestor de diversas empresas na área administrativa e financeira, como professor universitário, além de perito judicial e assistente técnico em matéria financeira, que o advogado araranguaense, Alceu Pacheco, despertou o desejo de colaborar com outros profissionais desvendando de maneira mais simples esse universo dos juros.

Foi assim que surgiu a ideia de escrever o livro “Juro que é Simples!”, recentemente lançado, e que tem como objetivo, segundo o próprio autor, explicar perguntas importantes “Como montar um plano de financiamento? O resultado da HP ou do Excel está certo? Quais as efetivas diferenças entre juros simples e juros compostos? Qual o valor correto da prestação? Em que prazo pagarei? Em cada período, qual o valor da cota de juros e de amortização, do saldo devedor?”. Apesar de técnico, o livro tem linguagem simples e promete dar a devida resposta a todas estas indagações.

Com formação em Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis, e Direito, Alceu Pacheco, soma 40 anos de profissão na área e a obra está repercutindo positivamente, inclusive, no âmbito nacional, quando outros autores importantes e professores renomados das maiores universidades do país tem citado o  “Juro que é Simples!” em suas redes sociais. Em 15 dias de lançamento, já houve mais de mil acessos à página do livro https://clubedeautores.com.br/livro/juro-que-e-simples.

Reconhecimento que também promoveu o convite para participar de diversos debates em lives nas últimas semanas, e ainda o projeto para desenvolver um aplicativo para cálculo de todos os sistemas de quitação de empréstimos abordados no livro, em até 420 meses ou 35 anos. “Dá trabalho, exige dedicação, enfim, não é tão fácil, mas “JURO QUE É SIMPLES!””, conclui o autor que respondeu algumas perguntas da nossa reportagem. Confira:

1)      Portal W3: Como surgiu a ideia do Livro?

              Alceu: Estudo e pratico Matemática Financeira desde 1974, como gestor e consultor de empresas, professor universitário, assistente técnico e perito judicial. Recentemente, houve determinação do Conselho Federal de Contabilidade para educação continuada dos peritos, a fim de atualizar conhecimentos. Vislumbrei a possibilidade de escrever um artigo de poucas páginas, em razão das inúmeras carências que detectei, relativamente à matéria específica, nos cursos frequentados. O artigo ficou insuficiente para dizer tudo o que era necessário, face à amplitude do tema. Nasceu o “Juro que é Simples!”, com 208 páginas A5.

2)      Portal W3: A que público se destina? Qualquer pessoa vai compreender?

              Alceu: O público alvo é aquele afeito às finanças, mas a linguagem é acessível a todos os que tiverem interesse e detêm conhecimentos básicos de aritmética e matemática. Com um mínimo de atenção e disciplina, o conteúdo é acessível ao leigo. Pretende-se que seja útil a todos os tipos de leitores: leigos, estudantes, professores, analistas, peritos, assistentes técnicos, contadores, economistas, administradores, empresários, operadores jurídicos (incluindo advogados, juízes, assessores, serventuários da justiça). Difícil quem não tenha, em sua pauta pessoal ou profissional, um financiamento ou empréstimo, pessoal, de veículo, habitacional, capital de giro nas empresas.

3)      Portal W3: Ele ensina o leigo a se livrar de juros, alguns deles considerados abusivos?

              Alceu: Não tratei de questões fáticas ou jurídicas, mas ofereço conceitos e ferramentas adequadas à análise dos contratos de financiamento tão comuns na vida cotidiana, de pessoas físicas e empresas.

4)      Portal W3: O que seria o “Método Pacheco Gonzales” que você apresenta na obra?

     Alceu: É um método de amortização ou quitação de financiamentos, em que, principalmente a partir de decisões judiciais, a capitalização composta de juros foi determinada para a incidência anual.

5)      Portal W3: Onde encontrar o livro?

      Alceu: O livro foi publicado pela editora Clube de Autores, que pode acessado pelo link https://clubedeautores.com.br/livro/juro-que-e-simples. A live de lançamento do livro pode ser acessada, até sábado 23/5, pelo link https://www.youtube.com/watch?v=5hUI6m7Nycw&app=desktop

    4) Portal W3: Qual a mensagem principal da obra?

            Alceu: O livro oferece importantes ferramentas de análise financeira. Aborda forma mais didática de explicar o que alguns livros já abordaram anteriormente, para melhor entendimento dos cálculos e aceitação ou questionamento dos procedimentos e dos resultados

Além disso, quatro importantes conteúdos inéditos:

  1. Sistema de amortização por capitalização anual composta de juros (prestações mensais fixas): Método Pacheco Gonzalez.
  2. Conversão de capitalização diária composta de juros para o modo simples
  3. Comparativo dos diversos sistemas de amortização utilizados no mercado, com a desconstrução de algumas “verdades prontas” de que alguns sistemas são acessíveis, quando, na verdade, escondem alta incidência de juros
  4. Cálculo das cotas de juros e de amortização em cada prestação, assim como os saldos devedores intermediários, pela sistemática da equivalência de fluxos de caixa (no MQJC – Método de Quitação a Juros Compostos nada muda; mas no MQJS – Método de Quitação a Juros Simples é procedimento que muda substancialmente a abordagem do tema; e será importante elemento de convicção para vencer resistências quanto à aceitação deste sistema de amortização).

Toda a análise é feita mediante uso facilitado de conceitos básicos de matemática: as quatro operações aritméticas, potenciação e radiciação, progressões aritméticas e geométricas.

Compartilhe

Voltar às notícias